Jornal do Commercio
Notícia
Eleições 2020

Jarbas sinaliza seguir com Frente Popular, mas diz que apoiaria Raul Henry no Recife

Senador Jarbas Vasconcelos conversou sobre MDB em entrevista à Rádio Jornal

Publicado em 09/01/2020, às 08h17

Senador conversou sobre as eleições municipais de 2020 em Recife / MDB Nacional
Senador conversou sobre as eleições municipais de 2020 em Recife
MDB Nacional
Editoria de Política
COm informações do Blog de Jamildo

Existe divergência entre duas das principais lideranças do MDB de Pernambuco sobre a participação da sigla nas eleições municipais de 2020 no Recife. O senador Jarbas Vasconcelos afirmou nesta quinta-feira (9), em entrevista à Rádio Jornal, que, se o deputado federal Raul Henry não se candidatar a prefeito da capital pernambucana, pretende ficar na Frente Popular. Enquanto isso, o também senador Fernando Bezerra Coelho tenta "animar" Raul Henry a encabeçar uma chapa, para retirar o apoio aos socialistas.

"Raul não me disse hora nenhuma que era ou não candidato", ressaltou Jarbas em entrevista à Rádio Jornal, nesta quinta-feira (9). O senador, porém, disse ter o aliado como "um quadro altamente qualificado" que "tem qualidades reais de homem público e preenche todos os requisitos".

Mesmo com os elogios ao deputado, Jarbas sinalizou para a manutenção do apoio ao PSB. Questionado sobre a candidatura do socialista João Campos (PSB), filho do ex-governador Eduardo Campos, respondeu: "Quem deve decidir isso é o partido, o PSB. O que o PSB decidir, evidentemente, a gente vai acompanhar, vai participar".

Silêncio no conflito familiar Campos e Arraes

Jarbas disse que não comentaria o conflito familiar entre os Campos e os Arraes, explorado em entrevista da ministra do Tribunal de Contas da União (TCU) Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos. Ela criticou o neto, João Campos,  e disse querer ser candidata a governadora de Pernambuco pelo PSB. "Envolve questões familiares que ficam à margem do ambiente político", disse.

Fernando Bezerra Coelho

O senador também recordou que o MDB ocupa espaço no governo Paulo Câmara (PSB). No Governo de Pernambuco, o partido indicou o secretário de Desenvolvimento Urbano. "A gente faz parte hoje da Frente Popular inclusive dando contribuição para a gestão do governador Paulo Câmara, é um apoio político e administrativo", disse Jarbas Vasconcelos. "Uma relação respeitosa e sobretudo de muita colaboração. Fernando já tem seu espaço no partido".



Fernando Bezerra Coelho entrou no MDB em 2017, em uma articulação nacional para que a sigla deixasse a Frente Popular, que faria oposição ao governo de Michel Temer. Apesar da crise provocada pela negociação na cúpula do partido, que chegou à Justiça, Jarbas Vasconcelos disputou e foi eleito em 2018 ao lado de Paulo Câmara.

Na eleição do diretório estadual do MDB este ano, tanto o grupo de Raul Henry e Jarbas Vasconcelos quanto o de Fernando Bezerra Coelho tiveram espaço no comando estadual da legenda. Jarbas alegou que o partido agora está pacificado. "Como o partido é grande, sempre tem suas divergências e é normal", minimizou o racha.

Coelho, no entanto, permanece na oposição ao PSB e quer retirar o apoio do MDB à gestão socialista. Adversário histórico do ex-governador Miguel Arraes e do neto dele Eduardo Campos, Jarbas selou o acordo nas eleições de 2012 no Recife, quando o PSB tinha rompido com o PT.

Jarbas cita avanços com Bolsonaro 

Após a conclusão do primeiro ano de governo Jair Bolsonaro (sem partido), o senador pernambucano Jarbas Vasconcelos (MDB) afirmou nesta quinta-feira (9), em entrevista à Rádio Jornal, que foram aprovadas pautas importantes. "Apesar de confusões, falas desencontradas e até desastrosas do presidente e dos filhos, o país teve avanços e eu citaria a reforma da Previdência", disse.

Para Jarbas, devem ser priorizadas as reformas administrativa e tributária agora.

O pernambucano disse que está se reunindo com um grupo de senadores "mais experientes", parte deles de ex-governadores, como o próprio Jarbas. O parlamentar citou Tasso Jereissati (CE), José Serra (SP) e Antonio Anastasia (MG), todos do PSDB. "São conversas que buscam fortalecer o papel do Senado e ajudar o executivo nas pautas que o Brasil precisa", explicou.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM