Jornal do Commercio
CONSUMO

Internauta aprova 62,3% de produtos e serviços

Dados são da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM)

Publicado em 05/05/2011, às 09h48

Da Agência Estado

Reclamar de um produto ou serviço é prática comum entre os internautas brasileiros. Antes, esse manifesto poderia ficar perdido entre inúmeros comentários postados em blogs, sites de relacionamento e fóruns de discussão. Mas agora esses dados serão computados. A Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) lançou hoje o Índice Nacional de Satisfação do Consumidor (INSC), primeiro indicador brasileiro totalmente elaborado a partir de dados levantados na internet. Com os dados do mês de abril, a primeira edição do índice geral, que reúne todas as categorias citadas a seguir, revela 62,3% de aprovação do consumidor com produtos e serviços de quatro setores da economia formados por sete subsetores e 28 empresas.

Uma das primeiras conclusões do índice mostra que o setor de telecomunicações está entre os principais alvos de reclamações dos consumidores. Entre os internautas, apenas 45,6% fizeram comentários positivos em abril sobre as quatro maiores empresas desse segmento. O setor mais bem avaliado foi o varejista, com aprovação de 78,8%. Em seguida aparecem os segmentos de bens de consumo (73,8%) e financeiro, que inclui os bancos, com 51% de comentários favoráveis.

No varejo, o índice mostra a aprovação do consumidor com lojas de departamento (72,1%) e supermercados (82%). Dentro do segmento de bens de consumo, a indústria automobilística tem índice de satisfação de 69,8%, a categoria de bebidas registra aprovação de 79,6% e o tópico cuidados pessoais ("personal care") foi bem avaliado por 83,6% dos consumidores.

Metodologia

Para avaliar a satisfação dos consumidores, a ESPM, em conjunto com a Rapp Worldwide, coleta cerca de 60 mil comentários publicados na internet por mês. Se eles se referirem a alguma das 28 empresas que fazem parte da pesquisa, eles são divididos em "positivo" e "negativo". Para isso, foi criado um dicionário semântico com cerca de 13 mil expressões.

De acordo com o idealizador do índice, Ricardo Pomeranz, a satisfação do consumidor é resultante do alcance ou não de suas expectativas, bem como das comparações com o bem ou serviço idealizado. Ele disse que são pesquisados apenas sites brasileiros, apesar de também serem avaliadas expressões em outras línguas. "A palavra inglesa 'fail', por exemplo, é muito utilizada para expressar insatisfação", explicou.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM