Jornal do Commercio
LEGISLAÇÃO

Para combater cibercrimes, é preciso haver delegacias especializadas

Lei Azeredo prevê a estruturação de unidades de combate a delitos online

Publicado em 29/05/2012, às 23h23

Não há data para delegacia especializada ser implantada / Foto: Reprodução
Não há data para delegacia especializada ser implantada
Foto: Reprodução
Do JC Online

Foi preciso mais uma celebridade cair nas armadilhas dos cibercriminosos para os responsáveis pela criação das leis brasileiras acordarem. E que despertar! Em duas semanas, três Projetos de Lei (PL) que esclarecem pontos sobre crimes de internet avançaram no labirinto burocrático de Brasília. O mais emblemático de todos, o PL 84/99, a famigerada Lei Azeredo, recebeu a aprovação da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara dos Deputados.

O projeto, discutido há 12 anos, foi muito criticado por entidades de defesas dos direitos dos usuários de internet. Resultado: dos 22 artigos, sobraram apenas cinco. A aprovação castrada foi, aliás, um acordo para aprovar outro projeto, o PL 2793/11, mais resumido, e que seguiu para aprovação no Senado.



Um dos pontos mais positivos da Lei Azeredo (sim, o projeto tem pontos positivos!) é que ela torna lei a criação de delegacias especializadas em crimes cibernéticos em todos os Estados do País, bem como o treinamento de agentes e peritos especializados na investigação desse tipo de atividade criminosa. Atualmente, as cidades de Belo Horizonte, Vitória, Curitiba, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre possuem delegacias especializadas. O Recife bem que poderia estar nesta lista, mas a criação do centro especializado está amarrado na Secretaria de Defesa Social (SDS).

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, a criação de uma delegacia voltada para crimes de informática está prevista desde o início do programa Pacto Pela Vida, que este ano completa cinco anos. O órgão ainda informa que desde janeiro de 2011 o projeto detalhando a delegacia foi enviado à SDS, mas nada foi implantado ainda. Ou seja, não há data para ser colocado em prática. 

Leia mais na edição desta quarta (30) do caderno Tecnologia do JC.



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM