Jornal do Commercio
REDE SOCIAL

Twitter promete mais transparência em anúncios políticos

O Twitter anunciou que tomará iniciativas para saber mais facilmente quem está por trás dos anúncios políticos e a quem eles se dirigem

Publicado em 24/10/2017, às 22h29

O Twitter planeja lançar as novas regras inicialmente nos Estados Unidos / Foto: AFP
O Twitter planeja lançar as novas regras inicialmente nos Estados Unidos
Foto: AFP
AFP

O Twitter anunciou nesta terça-feira (24) que tomará iniciativas para saber mais facilmente quem está por trás dos anúncios políticos e a quem eles se dirigem, em uma estratégia para frear as práticas desonestas.

A medida inclui o lançamento de um centro on-line com detalhes sobre os anunciantes e as mensagens desses conteúdos patrocinados ("ads"), segundo o gerente-geral de receitas e engenharia de produtos da companhia, Bruce Falck.

Políticas mais restritas

O Twitter também pretende implementar políticas mais restritas e melhorar os controles, como parte de um aumento da vigilância na internet após entidades apoiadas pela Rússia usaram redes sociais para difundir desinformação ou notícias falsas durante a campanha presidencial de 2016 nos Estados Unidos, com o objetivo de favorecer a chegada do republicano Donald Trump à Casa Branca.



"Para tornar mais claro quando (o usuário) está vendo ou interagindo com um conteúdo eleitoral", a rede social - com 328 milhões de usuários - exigirá agora que os anunciantes de mensagens políticas ou sobre eleições "identifiquem suas campanhas como tal", disse Falck em um post.

"Também mudaremos a aparência e a interação desses anúncios e incluiremos um indicador visual sobre anúncios políticos", acrescentou.

O Twitter planeja lançar as novas regras inicialmente nos Estados Unidos e depois ampliá-las ao resto do mundo.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM