Jornal do Commercio
Olimpíadas

Nissan espera lançar serviço de táxis-robôs até 2020 no Japão

Primeiro teste será em março do ano que vem; veículos autônomos serão colocados à disposição dos usuários de forma gratuita

Publicado em 05/12/2017, às 06h07

Nissan pretende medir o nível de aceitação dos moradores à iniciativa / Foto: reprodução
Nissan pretende medir o nível de aceitação dos moradores à iniciativa
Foto: reprodução
AFP

A montadora japonesa Nissan afirmou que espera lançar até 2020 no Japão, por ocasião dos Jogos Olímpicos de Tóquio, um serviço comercial de táxis-robôs, em parceria com a empresa de tecnologia DeNa.

Batizado de "Easy Ride", o serviço, que utilizará veículos elétricos autônomos controlados por inteligência artificial, será lançado de "forma limitada até 2020 no Japão, em uma cidade na qual isto faça sentido e em que tenhamos as autorizações necessárias", afirmou à AFP um porta-voz da montadora.

Teste

Nissan e DeNa realizarão em março um primeiro teste com o público geral e em condições reais no bairro portuário de Minato Mirai, em Yokohama, onde fica a sede mundial da Nissan.



O teste vai durar 15 dias e incluirá dois veículos autônomos colocados à disposição dos usuários do bairro de forma gratuita. O táxi-robô poderá ser chamado por um aplicativo.

A Nissan pretende medir o nível de aceitação dos moradores à iniciativa.

As grandes montadoras e as gigantes da tecnologia como Google e Apple demonstram grande interesse pelo táxi-robô, algo que poderia revolucionar a indústria do automóvel.

Em 2030, os táxis-robôs poderiam representar 40% do lucro do setor, de acordo com um estudo recente da consultoria Roland Berger, que prevê uma queda de quase 30% na demanda de carros particulares.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM