Jornal do Commercio
CÂMBIO

Entrada de dólares no País supera saída em outubro

De acordo com o Banco Central, o fluxo cambial ficou positivo em US$ 3,912 bilhões, no mês passado

Publicado em 08/11/2017, às 12h37

De janeiro a 3 de novembro deste ano o fluxo cambial foi positivo / Divulgação/Pixabay
De janeiro a 3 de novembro deste ano o fluxo cambial foi positivo
Divulgação/Pixabay
Da Editoria de Economia

Mais dólares entraram no país do que saíram em outubro. De acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados nesta quarta-feira (8), o fluxo cambial ficou positivo em US$ 3,912 bilhões, no mês passado. Em outubro, a conta financeira (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) registrou entrada líquida de US$ 762 milhões, enquanto o segmento comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações) registrou US$ 3,150 bilhões.



DÓLARES

Nos primeiros dias deste mês, o resultado ficou negativo. O fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 1,347 bilhão, nos dois primeiros dias úteis deste mês. O segmento financeiro ficou negativo em US$ 1,704 bilhão, e o comercial, positivo em US$ 357 milhões. De janeiro a 3 de novembro, o fluxo cambial registrou saldo positivo de US$ 9,244 bilhões.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM