Jornal do Commercio
PROJETO

Local da antiga Livraria Cultura no Recife Antigo terá múltiplos usos

Comentários

Por Marcos,11/07/2018

Já não ia muito para o centro da cidade e, agora é que não vou mesmo. A única coisa que se vê no centro do Recife é a desorganização do mercado informal, pedintes e o medo de a qualquer momento ser assaltado. Além da sujeita e a sensação de completo abandono.

Por Marcos,11/07/2018

Já não ia muito para o centro da cidade e, agora é que não vou mesmo. A única coisa que se vê no centro do Recife é a desorganização do mercado informal, pedintes e o medo de a qualquer momento ser assaltado. Além da sujeita e a sensação de completo abandono.

Por Mendes,11/07/2018

Povo reclama,reclama e continuam votando errado reelegeram Geraldo Julio.olha ai! o que deu.

Por Elisabeth Wanderley,11/07/2018

Sou do setor de TI e trabalho no Recife Antigo há 16 anos, em uma das empresas associadas ao Porto Digital. Um dos serviços oferecidos poderia ser uma academia de ginástica. Por exemplo, uma franquia da academia smart fit, que possui preço acessível.

Por Wagner Santana,11/07/2018

Como sustentar empresas neste local se a Prefeitura do Recife vive promovendo eventos bem ao lado? Em vez de usar o Marco Zero ou Praça do Arsenal ela os realiza ao lado do Paço Alfândega e da ex-Livraria Cultura, impactando a operação das empresas, trazendo prejuízo com os eventos que impedem o funcionamento e também com a necessidade de se isolar contra depredação.

Por Isa,11/07/2018

Esses empreendimentos que pretendem fazer, se conseguirem abrir, vão falir, porque isso já aconteceu faz tempo com o shopping paço da alfândega, que é um lugar bonito e agradável, mas tudo que abre ali fecha em questão de tempo, não vale a pena o passeio. A livraria era um ponto positivo nesse ambiente negativo. O recife antigo é violento, sujo, sem segurança. Vejam os armazéns, se sustentam aos trancos e barrancos e com vários restaurantes já fechados. Quem quer ir pra lá? flanelinha que extorque, estacionamento com preços altíssimos. Só desgraça.

Por Lopes,11/07/2018

Lamentável!!! sei que essa visão terá consequentemente mais oportunidade de emprego, mais infelizmente a livraria cultura era a única coisa que me fazia ir ao centro de Recife, que hoje em dia esta um LIXO! assaltos, sujeira, mal organizado, um lixo! vou sentir muita falta, esta livraria era o "lugar" que eu mais gostava aqui de recife. :(

Por aldir,11/07/2018

enquanto o estado não investir no local o Recife Antigo só servira pra usuarios de droga

Por EitaPoxa,11/07/2018

Passeios pelo Recife agora? Só em shoppings. O que mais de interessante sobrou no centro da cidade? Centros gastronômicos com preços abusivos para impressionar turistas, e assistir os ensaios de maracatus. Cinemas? São Luiz só passa lixo. Parques? Abrigo de cheira-colas e prostitutas. Praças? Idem. Bares e restaurantes? Se não for pra dividir espaço com moscas e baratas, tem que trocar um rim por uma refeição de qualidade em um local mais civilizado. Livrarias? -- virou lembranças do Antigo Recife (Livro 7, Saraiva, Cultura)

Por EitaPoxa,11/07/2018

Passeios pelo Recife agora? Só em shoppings. O que mais de interessante sobrou no centro da cidade? Centros gastronômicos com preços abusivos para impressionar turistas, e assistir os ensaios de maracatus. Cinemas? São Luiz só passa lixo. Parques? Abrigo de cheira-colas e prostitutas. Praças? Idem. Bares e restaurantes? Se não for pra dividir espaço com moscas e baratas, tem que trocar um rim por uma refeição de qualidade em um local mais civilizado. Livrarias? -- virou lembranças do Antigo Recife (Livro 7, Saraiva, Cultura)



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM