Jornal do Commercio
Paralisação

''Detran continuará em greve'', afirma o presidente do sindicato

Justiça determinou que o órgão voltasse às atividades em 24 horas

Publicado em 16/02/2017, às 19h50

Serviços continuarão parados / Reprodução/TV Jornal
Serviços continuarão parados
Reprodução/TV Jornal
JC Online

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE) vão continuar de braços cruzados. Pelo menos é o que afirma o presidente do Sindicato dos Servidores (Sindetran-PE), Alexandre Bulhões, em entrevista ao Jornal do Commercio. Mesmo ciente da multa diária de R$ 30 mil, estipulada pela Justiça, caso não retomem os trabalhos em 24 horas, ele garantiu que ninguém trabalhará nesta sexta-feira (17), conforme decisão judicial.

Ainda de acordo com Bulhões, até a manhã desta sexta-feira (17), o sindicato irá recorrer da decisão do desembargador Eduardo Augusto Paurá Peres, que determinou que os servidores voltassem a trabalhar no prazo de 24 horas.

Apesar da decisão julgar a greve ilegal por ter sido deflagrada em menos de 48 horas, conforme versa a lei de greve (nº 7.783/89), bem como o prejuízo na arrecadação para o Estado, Bulhões alega que "usaram justificativas (para a ação) totalmente erradas". 

O presidente do sindicato também diz que o que estaria por trás dessa ação seria a Procuradoria Geral do Estado (PGE), responsável por ajuizou a ação, que alegou reivindicações por parte do sindicato que não correspondem à realidade: "quando se fala em 27% de reajuste de salário ou R$ 600 de vale-refeição, por exemplo, se trata de um ideia, uma sugestão, calcada em perdas acumuladas, não um ponto reivindicado", explicou Bulhões, para emendar: "Só queremos que o Governo cumpra o que prometeu em 2016", finalizou. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) foi procurada, mas afirmou que não irá comentar a opinião do presidente do sindicato. 

Caso o Governo do Estado se disponha a conversar, afirmou Bulhões, a greve será suspensa de imediato. O Detran-PE foi procurado, mas até a publicação desta matéria não respondeu às solicitações. 

A greve

Iniciada nessa segunda-feira (13), a paralisação dos serviços do Detran é motivada pelo não cumprimento do acordo firmado em 2016, que tinha, dentre os pontos combinados, a contratação emergencial de um plano de saúde.

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Normando,17/02/2017

Parabéns a essa categoria, que na verdade é um exemplo a ser dado a várias outras categorias do Estado. Infelizmente, servidor público só consegue os seus ganhos e as suas vitórias se radicalizarem. Não adianta pedir nada ao governo com flores na mão. Infelizmente. Entendo a população com seus compromissos, suas necessidades, suas prioridades. No entanto, terá a plena consciência se, e somente se, for servidor público. Enquanto pertencer à iniciativa privada, nunca terá esse contexto crivado na razão.

Por Eduardo,17/02/2017

Aos inteligentes de plantão, aos Pasquales: impossível, no ordenamento jurídico vigente, uma autarquia ser privatizada.

Por Cidadao Brasileiro,17/02/2017

SIM Estamos indignados senhores Grevistas, se vocês não tem culpa, NÓS temos ?? NÃO! Pagamos seus salários, com serviços caros vide IPVA e taxas pra tudo, e quando precisei esta semana fazer um emplacamento, simplesmente riram de mim e disseram ESTAMOS EM GREVE! Gravei com o celular e vou postar anonimamente por "segurança", quero ver o que vão falar de um representante de vocês respondendo assim a um CIDADÃO QUE EDUCADAMENTE se dirigiu até um de vocês para tentar emplacar seu veículo! "DEIXA O CARRO EM CASA CARA"! Quando a PM entrar de greve e vocês precisarem deveriam responder, SE TRANCA EM CASA CARA !! ?? Isso e resposta?

Por Paulo,17/02/2017

Funcionalismo Público tem que acabar de uma vez por todas. O estado não precisa de vermes.

Por Orlando,17/02/2017

Com tantos erros de português, os comentaristas que defendem o Detran não passam nem em concurso para gari. Demite e privatiza.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM